Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná

(41) 3252.1700

22.03 – GIRO DE NOTÍCIAS – 16H

Publicado por: Toni Casagrande | 22 de março de 2018

Nesta sexta-feira, o tempo deve ficar instável em todo o Paraná. O céu deve ter muitas nuvens por causa das áreas de instabilidade que chegam ao Estado vindas da Argentina e do Paraguai. Esta instabilidade se associa com a frente fria que passa pelo Oceano na altura do Sudeste do País. A previsão é de pancadas de chuva passageiras durante a tarde e à noite, principalmente nas regiões oeste e noroeste. Mínimas de 14ºC em Curitiba e Rio Negro; Máximas de 26ºC em Ponta Grossa; 28ºC em Paranaguá e Telêmaco Borba; 30ºC em Campo Mourão e jacarezinho; 31ºC em Apucarana, Londrina e Maringá e 32ºC em Foz do Iguaçu e Umuarama.

Um carro foi abandonado com explosivos em Pinhais, na grande Curitiba. Dentro do veículo roubado, os moradores da região perceberam um objeto estranho, que poderia ser uma bomba, e chamaram a polícia. Quando chegaram, os policiais militares confirmaram a suspeita. A rua foi bloqueada, e o Esquadrão Antibombas foi acionado. O artefato já estava armado e pronto para ser detonado, mas foi neutralizado pelos especialistas. A suspeita é de que bomba tenha sido preparada para um assalto a banco.

O Ministério da Saúde anunciou a ampliação da vacina contra febre amarela para todo o Brasil. A imunização vai começar neste ano e seguir até abril de 2019. Até agora, alguns estados do Sul, Sudeste e Nordeste não faziam parte da área de proteção. Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia são os primeiros a estenderem a vacinação. No mês de julho, será a vez dos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul adotarem a vacina padrão em todos os municípios.

Duas pessoas foram presas, hoje, por suspeita de terem participado de roubos a carregamentos dos Correios.  A Polícia Federal cumpriu quatro ordens da justiça: duas de busca e apreensão e duas de prisão preventiva. Segundo as investigações, os suspeitos faziam parte de um grupo que atacava carteiros. Armados, eles roubavam mercadorias enviadas via SEDEX.  Os presos foram levados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.