Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná

(41) 3252.1700

21.07 – GIRO DE NOTÍCIAS – 16H

Publicado por: Comunicação | 21 de julho de 2017

O sábado e o domingo vão ter tempo bem mais agradável do que os outros dias desta semana. Amanhã, o tempo promete ser ensolarado em todo o Paraná. A massa de ar polar ainda deixa o amanhecer frio em várias cidades, mas o sol faz com que as temperaturas subam bem à tarde. Nas regiões norte e oeste do Estado o tempo fica mais seco e a umidade relativa do ar fica próxima aos 30% à tarde. As máximas chegam a 20ºC na região de Curitiba, 22ºC no Centro Sul e Campos Gerais, 23ºC no Litoral, 25ºC no oeste, norte, norte pioneiro e 27ºC no Noroeste.

Familiares de presos da Penitenciária Federal de Catanduvas se reuniram em frente à prisão hoje de manhã. Eles pedem o direito de visitar os detentos. Em decisão do Departamento Penitenciário Nacional as visitas íntimas e sociais estão suspensas até o dia 28 de julho. Os Agentes Penitenciários Federais resolveram parar. Um dos motivos é a declaração do Ministério da Justiça, Torquato Jardim, de que é impossível monitorar e gravar as visitas. Os Agentes alegam que é por meio das visitas que os líderes comandam o crime no país.

As sociedades brasileiras de Diabetes, Hepatologia e Infectologia lançaram a campanha nacional de conscientização Na ponta do dedo – faça o exame, por trás da Diabetes tipo 2 pode estar a Hepatite C. O objetivo é estimular a população a fazer o exame que detecta o vírus da hepatite C. Segundo as entidades, estudos mostram que o vírus é capaz de gerar alterações na insulina, impedindo a regulação do metabolismo da glicose no organismo. Pacientes com essas alterações têm quatro vezes mais chance de desenvolver o diabetes tipo 2.

O Sindicato dos postos de combustíveis, a Associação Comercial do Paraná e a Fiep – Federação das Industrias do Paraná emitiram notas, hoje, sobre ao aumento dos impostos dos combustíveis. Para os donos dos postos, o aumento é especialmente prejudicial no quadro de recessão enfrentado pelo país. Em nota, a ACP afirmou que todo aumento de impostos tem efeito tóxico sobre a economia, portanto, não pode ser bem-vindo. Para o presidente da Fiep, Edson Campagnolo, o governo buscou o meio mais fácil para alcançar a meta fiscal, sem controlar os próprios gastos